Plano de Carreira Individual na Pós ou MBA + Atividade Prática + Feedback

7movimentosPCI2016

João Florêncio Bastos*

A oferta de cursos de Pós ou MBA atualmente é tão vasta e diversificada que tornou o processo de escolha uma tarefa complexa, árdua e de alto risco. Para facilitar a tomada de decisão neste processo, é fundamental que você invista tempo na elaboração do seu Plano de Carreira Individual. Desta forma, poderá executá-lo adequadamente durante a escolha, ao longo das aulas e também na realização do trabalho de conclusão de curso, por meio do  questionamento objetivo do progresso na carreira.

Na Pós ou MBA, seja qual for o curso, a escola, a carga horária, presencial ou a distância, no Brasil ou no exterior, é necessário muita dedicação, disciplina e determinação. Dedicação de tempo para refletir sobre a troca de experiências com os professores e colegas de turma, disciplina para dar conta das leituras e execução de trabalhos extraclasse e determinação para participar ativamente das aulas e das discussões em grupo. Adicionalmente, é muito importante estreitar os laços de amizade com os colegas de turma porque o networking é um dos aspectos mais relevantes ao longo do curso.

Planejamento é um trabalho de preparação para qualquer iniciativa. Nesta preparação (aprendizado contínuo e aperfeiçoamento da capacidade de aprender a aprender) é necessário que você, a partir do sonho pessoal, do autoconhecimento e do seu Plano de Carreira Individual, busque soluções que venham ajudá-lo a libertar-se dos seus limites, condicionamentos e fragilidades. Desta forma, você não fica à mercê de eventuais oportunidades porque em seu planejamento valoriza a análise constante de seus objetivos e metas à luz do comportamento do mercado de trabalho, frente às mudanças de cenário na economia. Os conhecimentos, habilidades e atitudes em sua área de atuação – aprendidos ou compartilhados na Pós ou MBA – estimulam novas relações com as organizações porque a tradicional dependência transforma-se em parceria e cria oportunidades para carreiras inéditas, cada vez mais associadas a fatores de qualificação profissional, compreensão do negócio e seus processos, entendimento das necessidades do cliente e atingimento de metas cada vez mais desafiadoras.

Portanto, como você pode se preparar adequadamente para obter um bom aproveitamento na Pós ou MBA? Como deve alinhar a execução do seu Plano de Carreira Individual aos conhecimentos, habilidades e atitudes desenvolvidos ao longo das aulas e na elaboração do trabalho de conclusão de curso?

A EDUCAÇÃO CONTINUADA É O VOLANTE DE DIREÇÃO DA CARREIRA PARA PRATICAR 3 COMPETÊNCIAS BÁSICAS.

Para perceber as principais tendências no mercado de trabalho, devemos nos conscientizar de que a educação continuada é o volante de direção, que devemos segurar com firmeza, seja qual for o rumo que as nossas carreiras venham a tomar. Nos cursos de Pós ou MBA, o convívio e a troca de experiências entre colegas e professores são muito importantes para alavancar a carreira porque, ao longo das aulas, existem muitas oportunidades para conversar e debater sobre três competências básicas sempre lembradas pelos líderes nas organizações: produzir em equipe, comunicar com objetividade e cultivar relacionamentos.

1 – Produzir em equipe.

O profissional que, individualmente, produz bons resultados sempre será bem avaliado. Porém, se demonstrar dificuldade para desenvolver atividades em grupos – que têm vida útil cada vez mais curta – vai perder grandes oportunidades de crescimento e enriquecimento de carreira. O conceito de trabalho em equipe – na perspectiva das organizações que investem e reinvestem em aprendizagem – é cada vez mais aplicado porque, cada integrante da equipe, pode compartilhar com os seus colegas, aquelas valiosas informações que estão ao seu alcance, possibilitando que as atividades sejam desenvolvidas com padrões elevados de qualidade.

2 – Comunicar com objetividade.

A habilidade de transmitir ideias com simplicidade, clareza, objetividade e segurança é de fundamental importância, uma vez que é crescente a demanda pela formação de grupos multifuncionais, reunindo colaboradores de vários departamentos e de diferentes formações, na busca por soluções inovadoras. No processo de comunicação e relacionamento interpessoal, dentro das organizações, ocorrem profundas transformações tendo em vista o achatamento das estruturas hierárquicas. Cada vez mais as pessoas responsáveis pelas decisões estão se aproximando daquelas que fazem o produto final ou prestam serviços ao cliente.

3 – Cultivar relacionamentos.

O cultivo de relacionamentos no mercado de trabalho tem sido uma grande preocupação entre os líderes porque o conceito de fidelidade dos colaboradores mudou muito a partir do momento em que as organizações começaram a acompanhar a velocidade das mudanças. As melhores oportunidades de carreira não estão somente nos classificados dos jornais e da internet ou mesmo nos bancos de dados dos headhunters, mas principalmente, nos relacionamentos que aprendemos a cultivar nos cursos de Pós ou MBA.

A EDUCAÇÃO CONTINUADA APRIMORA 3 COMPORTAMENTOS.

Além de praticar as três competências lembradas pelos líderes, existem três comportamentos que podemos aprimorar para melhor dialogar com as organizações. O primeiro comportamento está relacionado ao aprimoramento da percepção sobre as próprias expectativas profissionais. O autoconhecimento é fundamental no processo de planejamento de carreira, uma vez que não existem fórmulas infalíveis para construir uma carreira de sucesso, até mesmo porque o conceito de sucesso pode variar de pessoa para pessoa. O segundo comportamento consiste em desenvolver alternativas que nos auxiliem a conviver melhor com os imprevistos e as contrariedades, alinhando os nossos objetivos na busca pelo melhor redirecionamento de nossa carreira. O terceiro comportamento se baseia na iniciativa de elaborar uma estratégia particular para atuar no mercado de trabalho.

Se você estiver atento a estes três comportamentos, identificará as melhores oportunidades porque o seu Plano de Carreira Individual  será uma plataforma extremamente útil para revisar a sua estratégia de carreira. Porém, sozinho, nem sempre você terá condições de explorar os seus pontos fortes, identificar oportunidades, definir objetivos, estabelecer metas, escolher estratégias, agir e avaliar resultados. Neste sentido, o seu Plano de Carreira Individual, elaborado por meio do questionamento objetivo do progresso na carreira, provocará respostas específicas e aperfeiçoará o seu pensamento crítico para cursar adequadamente a Pós ou MBA.

Atividade prática: Educação Continuada – Uma poderosa âncora

O conceito Âncoras de Carreira foi desenvolvido por Edgar Schein. Para perceber as principais tendências no mercado de trabalho, devemos nos conscientizar de que a educação continuada representa uma poderosa âncora, da qual não podemos abrir mão, seja qual for o rumo que as nossas carreiras venham a tomar. Portanto, a partir da experiência que você vai obter na atividade prática a seguir (adaptação do inventário proposto por Schein com 28 afirmações, cobrindo 7 âncoras), vou orientá-lo sobre como elaborar e executar o seu Plano de Carreira Individual para cursar a Pós ou MBA em cenários onde não existem segurança e estabilidade.

Leia atentamente as afirmações e avalie o quanto cada uma delas se aplica a você.

Se a afirmação jamais se aplica a você marque 1

Se a afirmação ocasionalmente se aplica a você marque 2 ou 3

Se a afirmação sempre se aplica a você marque 4

1 – Sonho em ser tão bom no que faço que minha opinião de especialista será sempre solicitada.   1  2  3  4

2 – Sinto-me mais realizado em meu trabalho quando consigo integrar e administrar o trabalho de outras pessoas.   1  2  3  4

3 – Sonho em ter uma carreira que me permitirá executar o meu trabalho livremente a meu modo.   1  2  3  4

4 – Estou sempre procurando ideias que me permitirão iniciar o meu próprio negócio.                 1  2  3  4

5 – Sentirei sucesso na minha carreira se sentir que contribui verdadeiramente para o bem estar da sociedade.   1  2  3  4

6 – Sonho com uma carreira na qual possa solucionar problemas ou vencer em situações muito desafiadoras.   1  2  3  4

7 – Preferiria sair da empresa onde estou a ser colocado em uma atividade que prejudique a possibilidade de satisfazer meus interesses pessoais e familiares.   1  2  3  4

8 – Só sentirei o sucesso na minha carreira se puder desenvolver minhas habilidades técnicas e funcionais até o mais alto nível de competência.           1  2  3  4

9 – Sonho em ser responsável por uma organização complexa e tomar decisões que afetem muitas pessoas.   1  2  3  4

10 – Sinto-me mais realizado em meu trabalho quando tenho inteira liberdade de definir minhas tarefas, horários e métodos.   1  2  3  4

11 – Construir meu próprio negócio é mais importante do que ocupar um alto cargo administrativo em uma empresa alheia.   1  2  3  4

12 – Sinto-me mais realizado em minha carreira quando tenho a oportunidade de usar meus talentos a serviço de meus semelhantes.   1  2  3  4

13 – Sentirei sucesso em minha carreira se enfrentar e superar situações muito difíceis.                  1  2  3  4

14 – Sonho com uma carreira que me permitirá integrar minhas necessidades pessoais, familiares e profissionais.   1  2  3  4

15 – Tornar-me diretor técnico na área de especialidade me atrai mais do que tornar-me diretor geral.   1  2  3  4

16 – Sentirei que minha carreira é um sucesso somente se me tornar diretor geral de uma organização.   1  2  3  4

17 – Sentirei sucesso em minha carreira somente se alcançar completa autonomia e liberdade.   1  2  3  4

18 – Sinto-me mais realizado na minha carreira quando sou capaz de construir alguma coisa que seja inteiramente resultado de minhas ideias e esforços.   1  2  3  4

19 – Usar minhas habilidades para fazer do mundo um lugar melhor para se viver e trabalhar é mais importante para mim do que alcançar um alto cargo administrativo.             1  2  3  4

20 – Sinto-me mais realizado na minha carreira quando resolvo problemas aparentemente insolúveis ou venço sobre coisas que são aparentemente impossíveis.   1  2  3  4

21 – Sentirei sucesso na vida se conseguir equilibrar exigências pessoais, familiares e profissionais.   1  2  3  4

22 – Prefiro sair da empresa onde estou a aceitar um cargo em esquema rotativo que me afaste da minha área de especialidade.   1  2  3  4

23 – Tornar-me diretor geral é mais interessante para mim do que ocupar o cargo de diretor técnico na minha área de especialidade.   1  2  3  4

24 – A chance de fazer um trabalho do meu jeito, livre de regras e pressões, é mais importante para mim.   1  2  3  4

25 – Sentirei sucesso na minha carreira somente se conseguir criar ou construir algo que seja uma produção ou ideia inteiramente minha.   1  2  3  4

26 – Sonho em ter uma carreira que traga uma verdadeira contribuição para a humanidade e a sociedade.   1  2  3  4

27 – Procuro oportunidades profissionais que desafiem fortemente minha habilidade de resolver problemas.   1  2  3  4

28 – Equilibrar minhas necessidades pessoais e profissionais é mais importante para mim do que alcançar um alto cargo administrativo.   1  2  3  4

Preencha, cuidadosamente, os espaços abaixo com os números marcados em cada uma das 28 afirmações, lance a soma das 4 afirmações para cada âncora e leia, atentamente, abaixo as descrições resumidas das 7 âncoras .

1 – Competência Técnica / Funcional – A chave para o profissional com esta âncora de carreira é o desejo de exceder-se sempre no seu ramo de trabalho. Promoções não pesa tanto para ele como oportunidades consistentes para melhorar sua capacidade técnica. (1,8,15,22) ___+___+___+___ = ___

2 – Competência Gerencial – O profissional com esta âncora de carreira é mais alinhado com a maneira tradicional de gerenciar carreiras nas organizações. Ele quer aprender várias funções e sintetizar informações de várias fontes. (2,9,16,23) ___+___+___+___ = ___

3 – Autonomia/Independência – O profissional com esta âncora de carreira quer estar sozinho. Ele fica mais satisfeito fazendo as coisas segundo suas próprias regras e procedimentos. (3,10,17,24) ___+___+___+___ = ___

4 – Criatividade Empreendedora – O profissional com esta âncora quer criar alguma coisa por ele mesmo. Ele gosta de criar e torna-se facilmente desmotivado ao sentir-se impedido de fazê-lo. (4,11,18,25) ____+___+___+___ = ___

5 – Dedicação a uma causa – A necessidade de um trabalho focado em um conjunto de valores específicos é a questão mais importante para o profissional com esta âncora, ou seja, a chance de debruçar-se sobre uma causa em particular. (5,12,19,26) ___+___+___+___ = ___

6 – Puro Desafio – O profissional com esta âncora procura desafios muito difíceis de se conquistar. Este profissional geralmente irradia um senso de urgência nos seus desafios. (6,13,20,27) ___+___+___+___ = ___

7 – Estilo de Vida – O profissional com esta âncora se organiza em função da sua vida particular. Ele leva em consideração o quanto o trabalho dá a ele a liberdade para equilibrar outros interesses com sua vida profissional. (7,14,21,28) ___+___+___+___ = ___

Agora, analise e reflita sobre a sua experiência ao longo desta atividade prática. (Se necessário, releia este post para melhor compreender as competências básicas e os comportamentos a serem aprimorados durante o processo de educação continuada).

Finalmente, acesse gratuitamente o conteúdo completo do livro Planejamento de Carreira no http://pt.slideshare.net/joaoflorenciobastos e responda as questões da página 71. Mais: Solicite feedback pelo Skype: careerplanjfb1

fotocv * João Florêncio Bastos Filho – Certified Management Consultant pelo International Council of Management Consulting Institutes, há 22 anos orienta sobre o Plano de Carreira Individual para cursar a Pós ou MBA. Mais: F/joaoflorenciobastos |  https://www.linkedin.com/in/careerplanning | (19) 3368-1758 | 99865-4060 | joaoflorenciobastos@gmail.com | https://lnkd.in/dg-Syvf

varetas

O Grupo Linkedin “Planejar a Carreira na Pós e MBA é…!” debate, semanalmente, sobre como utilizar o Perfil de Aprendizagem na Gestão da Carreira, gratuitamente realizado por meio do Skype careerplanjfb1 no processo de interação professor/aluno (facilitador/participante) da Pós e MBA, mesclando os principais conceitos de aprendizagem da Pedagogia, da Andragogia e da Heutagogia. Mais: https://www.linkedin.com/groups/12021603